Sobre o amor de Deus

 

Quando você entende quem Deus é e o quanto Ele a ama - e abre o coração para aceitar esse amor, não há alternativa a não ser amá-lo cada vez mais. Isso acontece automaticamente.
O aspecto emocionante disso é que, quanto mais seu amor por Ele aumentar, mais você esquecerá quem pensa que é e começará a entender quem Ele queria que fosse quando a criou.

Deus quer que você o ame muito e ande bem perto dele para permitir que o conhecimento de quem Ele realmente é defina quem você realmente é.
Expressar nosso amor por Deus inclui mais que senti-lo. Mais do que murmurar um agradecimento a ele quando você pensa nisso. Não há nada de errado com essas duas coisas, mas há decisões específicas que precisamos tomar a respeito de como vivemos com Deus e nos relacionamos com Ele.
Jesus instruiu-nos a amá-lo com todo nosso ser. Ele disse: Ame o Senhor, o seu Deus, de todo o seu coração, de toda a sua alma, de todo o seu entendimento e de todas as suas forças" (Mateus 12:30).

Jesus nos instruiu a amá-lo mais do que amamos qualquer pessoa ou qualquer coisa. Ele disse: "Quem ama seu pai ou sua mãe mais do que a mim não é digno de mim; quem ama seu filho ou sua filha mais do que a mim não é digno de mim" (Mt 10:37). Não significa que não devemos amar nossos familiares. Significa que não permitimos que nosso amor por outras pessoas faça diminuir nosso amor por Deus. Buscamos seu reino em primeiro lugar, crendo que Ele atenderá às necessidades daqueles que amamos assim como às nossas. Isso mostra que confiamos que Deus cuida dos que amamos, sabendo que Ele os ama mais do que nós os amamos.

Jesus nos instruiu a amá-lo mais do que amamos a riqueza. Ele disse: "Ninguém pode servir a dois senhores; pois odiará um e amará o outro, ou se dedicará a um e desprezará o outro. Vocês não podem servir a Deus e ao dinheiro" (Mt.6:24).
Se amarmos mais o dinheiro e os bens materiais, não amamos ao Senhor, porque não é possível conciliar as duas coisas. O fato de querer ganhar dinheiro para pagar as suas contas não significa que você não ama a Deus. Mas o fato de entender de onde o dinheiro vem para pagar as contas indica que você sabe qual é a fonte de tudo o que possui. Quando você submete todas as suas posses a Deus e deseja que seus bens o glorifiquem, é sinal de que está sendo conduzida pelo amor de Deus e Ele está dirigindo você.

Precisamos conhecer a Deus intimamente para amá-lo de todo o coração. Isso exige grande entendimento e conhecimento de quem Ele é e do que Ele pensa sobre você. Exige apaixonar-se por Ele.

Quando nos apaixonamos, aquela pessoa especial que amamos ocupa todos os nossos pensamentos a ponto de ser difícil nos concentrar em outra coisa. Queremos estar sempre com ela e não vemos a hora de estarmos novamente em sua presença. Emocionamo-nos com tudo o que lhe diz respeito. Isso é ou não é amor? Queremos saber tudo sobre aquela pessoa; por isso, estamos quase sempre olhando carinhosamente para ela à procura de pistas sobre quem ela é e como será um dia. Queremos abraçá-la com tanta força a ponto de nunca mais permitir que se afaste de nós. E, todas as vezes que a abraçamos, sentimos força renovada, satisfação renovada, alegria renovada e vida renovada fluindo dentro de nosso ser. Nossa ligação com ela passa a ser muito profunda, como nunca imaginamos, e nosso coração encontra um lar.
É assim que Deus deseja que o amemos. O tempo todo!